• Jornal Esporte e Saúde

Aulas de dança do Cemeaes podem ser acessadas pelo Instagram



Quem deseja experimentar a aula de dança on-line promovida pelo Centro Municipal de Atendimento Especializado ao Escolar (Cemeaes) pode acessar a página do Instagram (@cemeaesdança) e solicitar a participação, através do link :


https://instagram.com/cemeaesdanca?igshid=ot2qzx2h1nid. As aulas, ministradas pelos professores Maurício Arêas (unidade Barra) e Bianca Amorim (Serra) fazem parte das atividades complementares que funcionam no Centro, Barra, Parque Aeroporto e região serrana.


As aulas virtuais de dança acontecem por meio de lives às segundas e quartas, às 9h; e terças e quintas, às 15h. Também de forma remota, profissionais como psicólogos, fonoaudiólogos e professores estão atuando em prol da saúde e bem-estar. O coordenador do Cemeaes, José Carlos Crespo, esclarece que com as aulas suspensas, o acolhimento dos atendidos e familiares continuará sendo prioridade. "Mesmo em distanciamento social, a qualidade de vida é um dos focos principais", pontua.


As unidades do Cemeaes seguem disponibilizando atividades à distância no blog www.educacaonaopara.com e nas redes sociais (grupos de WhatsApp, com atendimento direcionado). Na plataforma, a aba "Cemeaes" abrange tópicos como oficina do corpo, desafios, apoio pedagógico, atividades esportivas e fonoaudiologia. Alunos e familiares também recebem suporte na área de psicologia.


Para reforçar o aprendizado da dança são realizadas postagens periódicas com os conteúdos, que serão abordados durante a aula. Na oportunidade, são propostos desafios para os alunos participantes realizarem em casa e também filmarem. Todas as imagens e vídeos são postados nos "stories" com a devida autorização dos pais e responsáveis. Todas as aulas ficam gravadas no perfil do Instagram, possibilitando assim que todos possam fazer parte da dança no horário que for mais conveniente e até mesmo refazer quantas vezes quiser.


- Perfil tem centenas de seguidores


Segundo os professores Maurício Arêas e Bianca Amorim, o perfil @cemeaesdanca tem atualmente 216 seguidores, o que confirma que essa ação está alcançando um número considerável de pessoas. Maurício afirma que esta foi a maneira encontrada para continuar desempenhando o papel de professor. "Estamos nos reinventando e levando movimento para os corpos e para as vidas das crianças matriculadas no Cemeaes", relata.


A dança on-line é aprovada pelos pais dos atendidos. Sabrina Mançano, mãe da aluna da unidade Serra, Carolina Mançano, é uma delas. "As aulas de balé são de grande incentivo. A programação está amenizando a distância", conta. Ana Karolina Maria da Silveira Rocha, mãe de Isabella Maria Rocha Lima, também elogia. "A minha filha fica muito motivada com o ballet on-line, pois ela consegue se movimentar e se aproximar do que gosta. As aulas têm feito grande diferença nesta quarentena", observa.


O atendimento do Cemeaes é direcionado a alunos matriculados nas escolas municipais que fazem parte do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e apresentam necessidades especiais (NEE), conforme a lei nº 4324/17. Em 2019, uma média de três mil estudantes foram atendidos. As unidades são dirigidas por Célia Regina dos Santos (Barra), Angélica Gonçalves (Centro), Fabiana Almeida (Aeroporto) e Bianca Amorim (Serra).


* Jornalista: Joice Trindade/Fotos: Divulgação/Prefeitura de Macaé/Secretaria de Comunicação Social/Coordenadoria de Jornalismo.








1 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE