• Jornal Esporte e Saúde

Campanha contra Hanseníase em Rio das Ostras é encerrada com atividades de conscientização

Equipe da Saúde finalizou campanha com orientações e distribuição de panfletos informativos no Centro da cidade



Campanha Hanseníase- Divulgação- Durante a última semana, programação também contou com palestras e salas de espera no Centro de Saúde Extensão do Bosque.


Profissionais da Saúde de Rio das Ostras encerraram nesta segunda-feira, dia 28, a Campanha de Luta contra a Hanseníase, que começou na última semana com várias atividades no Município. Após programação, que contou com palestras e salas de espera, foi montada uma tenda na Praça José Pereira Câmara, no Centro, para que a população fosse orientada sobre a doença. A equipe da Hanseníase também fez distribuição de panfletos informativos em toda a orla da Praia do Centro.


Segundo a Coordenadora Municipal de Controle da Hanseníase, Ruth Meia Nunes, muitas pessoas ainda ficam receosas ao falar da doença, que antes era conhecida como lepra, mas que durante a campanha o público foi bem receptivo com as orientações e a interação foi total.


“Há ainda muito preconceito, mas a ideia das campanhas contra a hanseníase é justamente para desmistificar esse sentimento. O que queremos mostrar é que hoje a doença tem tratamento e cura. Sensibilizar a população é importante, pois o diagnóstico é simples e clínico”, ressaltou Ruth, informando que dois casos foram identificados durante a campanha, sendo que um paciente já está em tratamento e outro em fase de exames.


Para o morador do Liberdade, José Roberto Macedo Fernandes, campanhas como esta são de suma importância para a população se manter informada sobre determinadas doenças. “No geral, a Saúde Pública no Brasil está muito complicada. Este tipo de trabalho é essencial, pois serve como alerta e tira dúvidas das pessoas que não conhecem a hanseníase”, destacou.


Ainda de acordo com a dermatologista da Rede Municipal de Saúde, Lícia Oliveira, apesar de existirem muitos casos da doença no país, que apresenta a segunda maior incidência de hanseníase, esse trabalho de conscientização é fundamental no Município, que registrou em janeiro três casos novos da doença.


SINTOMAS – A dermatologista explicou que os principais sintomas da hanseníase são manchas na pele, com coloração variada e que, obrigatoriamente, apresentam alteração na sensibilidade e que acometem mais nos membros superiores.


“Em todas as unidades básicas de Saúde de Rio das Ostras, os profissionais receberam treinamento em relação a hanseníase e no Centro de Saúde Extensão do Bosque temos uma equipe pronta para atendimento. É importante observar os sintomas e também de pessoas próximas para que possam realizar os testes. Se não cuidar pode haver deformidades, mas é essencial que havendo suspeita, a pessoa procure a unidade mais próxima de casa para buscar o tratamento”, acrescentou a médica, lembrando que a medicação é oferecida gratuitamente pelo Ministério da Saúde.


O atendimento no Centro de Saúde Extensão do Bosque acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.


* Secom Rio das Ostras.







0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE