• Jornal Esporte e Saúde

Cheio de reservas, Flamengo não sai do 0 a 0 contra o Volta Redonda


Abel poupou todos os titulares, e Rubro-Negro reclamou de impedimento inexistente em gol



Colombiano Uribe lamenta uma chance clara de gol no primeiro tempo: Fla pode se complicar na Taça Rio - Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia.


Rio - Quem foi ao Maracanã na quarta-feira e se encantou com a vitória do Flamengo sobre a LDU na Libertadores, saiu um pouco decepcionado do mesmo estádio neste sábado, na partida contra o Volta Redonda. Os reservas escalados por Abel Braga criaram chances, mas não saíram do 0 a 0, pela Taça Rio.


Abel Braga foi 'papai' e protegeu Rodinei. Muito criticado pela torcida desde que perdeu um gol contra o Vasco, ele ganhou a braçadeira de capitão. O lateral foi bem, apesar de vaiado a cada toque. Organizado em campo, o Volta Redonda fez um duelo parelho e mostrou que é o melhor time de menor investimento do Carioca. O meia Douglas Lima deu um certo sufoco à defesa do Flamengo.


Pelo lado rubro-negro, a escalação de reservas mostrou entrosamento, mas esbarrou na falta de pontaria. Arrascaeta respondeu bem ao ser escalado na sua posição ideal, como um clássico camisa 10. O uruguaio deixou Uribe na cara do gol aos 19, mas o colombiano finalizou mal. Antes do intervalo, o Flamengo ainda teve boa chance com Vitor Gabriel, que se esticou para encostar na bola e obrigou o goleiro a espalmar.


O Voltaço retornou do intervalo controlando as ações, mas não concluía bem. O Flamengo levava perigos esporadicamente, como em falta cobrada por Trauco, aos 15, e chute de Arrascaeta, aos 34. Em ambas, o goleiro Douglas Borges fez ótimas defesas. Hugo Moura ainda marcaria para o Flamengo aos 46 minutos, mas a auxiliar Rachel de Mattos marcou impedimento inexistente.


* O DIA/Por MH.






0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE