• Jornal Esporte e Saúde

Com ajuda do VAR, Cruzeiro conquista o título com empate com o Galo


Fred - foto: Reprodução G1.


A ajuda do árbitro de vídeo foi novamente fundamental para uma decisão de campeonato. Desta vez em Belo Horizonte, Atlético e Cruzeiro ficaram no empate por 1 a 1, na tarde deste sábado, no Independência, e o resultado deu o título a Raposa que venceu o primeiro encontro por 2 a 1, na última semana, no Mineirão.


Neste sábado, o Atlético se mostrou bem – alias muito melhor que o Galo de Levir Culpi, mais organizado e sabendo o que faz em campo. A equipe abriu o marcador com Elias, no primeiro tempo, e se segurou em campo. Na segunda metade da etapa complementar, o árbitro marcou um pênalti após consultar o VAR e ver a bola que pegou no braço do zagueiro Leonardo Silva.


Para o Atlético, resta agora procurar um treinador ou dar uma chance e efetivar Rodrigo Santana – técnico que mudou o Galo da água para o vinho. O Cruzeiro segue em seu ano em busca de grandes conquistas, a equipe celeste ainda não conhece as derrotas em 2019.


O Atlético entrou em campo com problemas na escalação. O meia Cazares, por exemplo, não entrou em campo, embora não tenha lesão após exame de imagem feito. O zagueiro Rever também não entrou para a partida e Adilson foi expulso no primeiro duelo, no último domingo.


Da maneira que o técnico Rodrigo Santana escalou a equipe, Luan ficou com a missão de armar a equipe enquanto Geuvânio fez às vezes na direita. Chará na ponta esquerda apoiava e ajudava na marcação e Ricardo Oliveira na frente.


O Cruzeiro, com poucos problemas, não teve, na esquerda, Egídio. O ala, por opção, ficou no banco de reservas.


O Atlético entrou em campo com problemas na escalação. O meia Cazares, por exemplo, não entrou em campo, embora não tenha lesão após exame de imagem feito. O zagueiro Rever também não entrou para a partida e Adilson foi expulso no primeiro duelo, no último domingo.


Da maneira que o técnico Rodrigo Santana escalou a equipe, Luan ficou com a missão de armar a equipe enquanto Geuvânio fez às vezes na direita. Chará na ponta esquerda apoiava e ajudava na marcação e Ricardo Oliveira na frente.


O Cruzeiro, com poucos problemas, não teve, na esquerda, Egídio. O ala, por opção, ficou no banco de reservas.


A Raposa voltou para a etapa complementar com o intuito de resolver logo o jogo. A equipe atacava, tentava pelos lados, pelo meio, mas esbarrava na boa linha defensiva armada por Rodrigo Santana. O Galo usava muito Geuvânio na ponta direita.


O duelo ficou então novamente travado no meio campo, o Atlético fazia questão de atrasar a partida, não deixar a bola correr. O Cruzeiro tentava, mas parava em seus erros ou no VAR. Os auxiliares do vídeo eram acionados em vários lances, outros até desnecessários.


Com o Galo bastante fechado, o técnico Mano Menezes mandou sua equipe para frente. O treinador tirou o volante Lucas Romero e colocou Thiago Neves em campo.


Aos 33, em um lance movimentado na área, Leonardo Silva deu um carrinho e a bola pegou no braço do jogador. Após consultar o árbitro consultar o vídeo, a penalidade foi dada e o atacante Fred marcou o tento.


Após o gol celeste, a situação tática mudou novamente. Logo após o tento, a Raposa recuou, ficou toda atrás da linha da bola e o Galo se jogou para o ataque novamente. A torcida alvinegra ficou em um silêncio absoluto e os 10% de cruzeirenses no Independência cantaram alto.


FICHA TÉCNICA


ATLÉTICO-MG 1 X 1 CRUZEIRO


Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)

Data: 20 de abril de 2019 (Sábado)

Horário: 16h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho

Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior

VAR: Leandro Pedro Vuaden


Gols: Elias, aos 29 do primeiro tempo (Atlético), Fred, aos 34 do segundo tempo (Cruzeiro)

Cartões amarelos: Edilson, Thiago Neves, Fred (Cruzeiro); Geuvânio, Ricardo Oliveira, Victor (Atlético)


ATLÉTICO: Victor; Guga, Igor Rabello, Leonardo Silva e Fábio Santos; José Welison, Elias, Geuvânio (Maicon Bolt), Luan (Vinícius) e Chará; Ricardo Oliveira.

Técnico: Rodrigo Santana.


CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Dodô; Henrique, Lucas Romero (Thiago Neves), Rodriguinho, Robinho e Marquinhos Gabriel; Fred.

Técnico: Mano Menezes.


* Gazeta Esportiva/Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG.




1 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE