• Jornal Esporte e Saúde

Com cortes irregulares nos salários professores da Rede Cnec entram em estado de greve

Próxima assembleia com os professores de oito cidades da região acontece no dia 6 de junho



Imagem reprodução.


Em "estado greve", os professores da Rede de Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC), da área de abrangência do Sinpro Macaé e Região, decidem quais serão os rumos da mobilização trabalhista feita depois que a instituição de ensino efetuou descontos irregulares nos salários de março e abril. A assembleia será virtual no dia 6 de julho, às 10 horas. Desde a primeira assembleia, o Sindicato os Professores da Rede Particular de Ensino de Macaé e Região dialoga com a instituição e apura as denúncias destes descontos. Na última assembleia, os professores também rejeitaram a proposta de redução de 19,5% da hora-aula feita para os para os professores da Faculdade Cnec de Rio das Ostras (Facro).


No próximo dia 6 de junho, outra assembleia será realizada e a categoria vai avaliar se entra ou não de greve por tempo indeterminado. "O Sinpro Macaé e Região sempre defendeu que este momento de pandemia deve ser tratado com muita cautela, pois na ponta de toda esta situação está o o emprego das pessoas, a forma como sustentam suas famílias. Contudo, a Rede Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC) não tem se sensibilizado desta forma. Queremos a regularização imediata dos salários dos professores dos meses de março e abril /2020. O desconto realizado pela Rede Cenecista é irregular. Na assembleia ainda pedimos a regularização do FGTS e a reabertura da mesa de negociação com a Cnec", disse a presidente do Sinpro Macaé e Região, Guilhermina Rocha.


O estado de greve foi aprovado pela maioria dos professores e professoras na Assembleia Geral Extraordinária realizada virtualmente na quinta-feira, dia 21, com os Professores da Rede de Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC) da base de atuação das unidades em Rio Bonito (Colégio Cenecista Monsenhor Antonio de Souza Gens), Rio das Ostras (Faculdade Cnec Rio das Ostras) e Quissamã (Colégio Cenecista Nossa Senhora do Desterro). Além do "estado de greve", a categoria autorizou que a diretoria do Sinpro Macaé e Região encaminhe o processo de negociação e solicite a mediação com o Ministério Público do Trabalho (MPT).


Os professores devem ficar atentos às datas das assembleias, que por causa da pandemia acontecerão de forma virtual. As datas serão informadas com antecedência pelas redes oficiais do Sinpro Macaé e Região: @sinpromacaeregiao (Facebook), @sinpromacae (Instagram) e pelo blog https://sinpromacae-regiao.blogspot.com/.


* Ascom Sinpro Macaé e Região.




6 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE