• Jornal Esporte e Saúde

Com gol no fim, Botafogo perde para o Goiás e quebra sequência de vitórias

Alvinegro vinha de três vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro



Botafogo enfrentou o Goiás fora de casa - Reprodução Twitter.


Goiânia - Na terra da música sertaneja, a trilha sonora da derrota do Botafogo para o Goiás por 1 a 0 seria uma 'sofrência' daquelas. A partida deste domingo, válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, foi muito truncada, com poucas chances para os dois times. O gol saiu na cabeçada de Kayke, ex-Flamengo e Fluminense, aos 41 minutos do segundo tempo. O resultado quebra o retrospecto alvinegro de três vitórias seguidas.


Revelado pelo Goiás e maior nome do Botafogo atualmente, Erik tinha tudo para ser o protagonista, mas quem roubou a cena foi o baixinho Michael, do time da casa. Aos 12 minutos, o Goiás armou um rápido contra-ataque com Giovanni Augusto. Jefferson e Michael trocaram passes até chegar na área; o primeiro chutou bem e a bola bateu na trave de Gatito. O lance, construído pela esquerda, foi uma mostra de que o Alvinegro era frágil por aquele lado do campo. O lateral-direito Fernando teve dificuldades para segurar a onda de Michael, ensaboado camisa 11 goiano. Driblador e veloz, ele voltaria a assustar aos 25, quando cruzou uma bola que foi parar no gol. Gatito foi salvo pela trave mais uma vez.


Os goianos atacavam, e o Botafogo encontrava dificuldades de sair jogando. Diego Souza e Cícero eram, na teoria, primordiais na organização da equipe de Barroca, mas pouco apareceram. Restou contar com as poucas investidas pelos lados do campo, com Jonathan, pela esquerda, e Erik, na direita.


O panorama não mudou na volta do intervalo. O segundo tempo foi truncado, com poucas chances de lado a lado. Aos oito, o Botafogo perdeu Diego Souza, que não vinha bem na partida. O camisa 7 sofreu um choque de cabeça e precisou ser atendido na ambulância. O centroavante Igor Cássio entrou no lugar, mas o problema era no meio-campo, principalmente no setor de marcação. O Goiás engatou uma sequência de três chutes de fora da área que levaram perigo para Gatito, com Michael e Kayke.


Foi Kayke, aliás, que resolveu o jogo para o Goiás. O atacante, revelado pelo Flamengo e com passagem pelo Fluminense, entrou aos 30 minutos e marcou o gol da vitória aos 41, em cabeçada certeira, sem chances para Gatito.


FICHA TÉCNICA


GOIÁS 1 X 0 BOTAFOGO


GOIÁS - Tadeu; Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jefferson; Geovane, Léo Sena (Yago Felipe) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael, Júnior Brandão (Kayke) e Leandro Barcia. Técnico: Claudinei Oliveira.


BOTAFOGO - Gatito Fernández; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Gustavo Bochecha, Alex Santana (Luiz Fernando), Cícero e João Paulo (Rodrigo Pimpão); Erik e Diego Souza (Igor Cássio). Técnico: Eduardo Barroca.


GOL - Kayke, aos 41 minutos do segundo tempo.


ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).


CARTÕES AMARELOS - Júnior Brandão (Goiás); Joel Carli, Alex Santana e Igor Cássio (Botafogo).


RENDA - R$ 336.265,00.


PÚBLICO - 14.372 pagantes (16.347 total).


LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).


* Por O Dia.






2 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE