• Jornal Esporte e Saúde

Começam em Macaé as inscrições para EJA semestral

Começam nesta segunda-feira (1 de julho) as inscrições para vagas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) semestral. Para se inscrever, o candidato deve ter no mínimo 15 anos. A inscrição é direcionada aos que não pertencem à rede municipal, além daqueles que em 2018 não tiveram matriculados em nenhuma unidade escolar. Esta será a oportunidade para as pessoas cursarem cada semestre em uma etapa/série. O cadastro será encerrado no dia 10 de julho no site oficial da prefeitura (macae.rj.gov.br). O resultado será divulgado no dia 25 de julho no próprio site. Em Macaé, cerca de 2 mil estudantes são atendidos na EJA em 13 escolas municipais.


A modalidade abrange nove etapas, sendo que a etapa I se refere à alfabetização. Após o cadastro, a Secretaria Adjunta de Educação Básica e Setor de Pré-matrícula da Secretaria de Educação vão verificar a demanda de vagas para alocação do estudante. Os candidatos que não tiverem com nomes incluídos no resultado da inscrição estarão, automaticamente, no cadastro reserva da rede municipal, uma vez que o Serviço de Cadastro e Movimentação de Alunos fará a convocação ao longo do ano letivo de 2019.




Matrícula


A matrícula será nos dias 25 e 26 de julho nas escolas municipais, no horário de funcionamento de cada unidade. Deverão ser apresentados os seguintes documentos (original e cópia): certidão de nascimento, comprovante de residência (recibo da conta de água, luz ou outra correspondência) protocolo de transferência ou histórico escolar e foto 3x4. Também devem ser fornecidos cartão do Bolsa Família, caso o candidato seja beneficiário do programa, além do Cartão do SUS.


O procedimento deve ser pelo próprio candidato, para o caso de maior de idade. Já para os menores, os pais e responsáveis dos alunos devem comparecer com os documentos específicos na escola municipal em que serão direcionados.


Macaé segue a Lei de Diretrizes e Bases que garante a educação básica obrigatória e gratuita (a partir dos quatro anos), além do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), que estabelece o acesso à escola pública. Segundo o secretário de Educação, Guto Garcia, a proposta da EJA é possibilitar o retorno às salas de aula. "A proposta é levar a escolarização e contribuir com a formação da cidadania dos que desejam ingressar ou reingressar no mercado de trabalho. Os alunos que se dedicarem terão a oportunidade de receber certificados de conclusão dentro de um período menor de tempo", destaca.


* Comunicação Macaé/Jornalista: Joice Trindade/Foto: Ana Chaffin - Arquivo Secom.


4 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE