• Jornal Esporte e Saúde

Deficiência de vitamina D pode aumentar chance de óbito por Covid-19, diz estudo

Baixo concentração da vitamina no organismo pode favorecer a tempestade de citocinas


Idosos desrespeitam o isolamento social e se arriscam caminhando no calçadão da Praia do Leme Foto: Daniel Castelo Branco


Espanha - Pesquisadores descobriram relação entre a deficiência de vitamina D e a chande de mortalidade pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Uma equipe de pesquisa liderada pela Northwestern University analisou dados de hospitais e clínicas na China, França, Alemanha, Itália, Irã, Coréia do Sul, Espanha, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos. Em países com altas taxas de mortalidade por Covid-19, como Itália, Espanha e Reino Unido, observou-se que os pacientes com baixos níveis de vitamina D tiveram mais complicações com a doença em comparação com pacientes com níveis controlados da vitamina. Os pesquisadores também descobriram uma forte correlação entre os níveis de vitamina D e a tempestade de citocinas, que é uma condição hiperinflamatória causada por um sistema imunológico hiperativo. “A tempestade de citocina pode danificar gravemente os pulmões e levar à síndrome respiratória aguda grave ”, afirmou Ali Daneshkhah, um associado de pesquisa de pós-doutorado na Escola McCormick de Engenharia de Northwestern. “Isso é o que parece matar a maioria dos pacientes com Covid-19, não a destruição dos pulmões pelo próprio vírus. São as complicações do incêndio mal direcionado do sistema imunológico." No entanto, os cientistas também alertaram que não se deve abusar de suplementos da vitamina. - Leia mais: Suicídio de Flávio Migliaccio levanta debate importante: depressão em idosos "Embora eu ache importante que as pessoas saibam que a deficiência de vitamina D pode ter um papel importante na mortalidade, não precisamos pressionar a vitamina D em todo mundo", disse Vadim Backman, da Northwestern, que liderou a pesquisa. “Isso precisa de mais estudos, e espero que nosso trabalho estimule o interesse nessa área. Os dados também podem iluminar o mecanismo da mortalidade, que, se comprovado, pode levar a novos alvos terapêuticos. ” Os cientistas disseram que precisam avançar em novas pesquisas para entender como a vitamina D pode ser usada para proteger contra as complicações da Covid-19 . * https://odia.ig.com.br/Por iG.

3 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE