• Jornal Esporte e Saúde

Dep. Est. com domicílio em Macaé quer preservar universidades estaduais


O deputado estadual domiciliado em Macaé (RJ) onde foi vereador, Welbert Rezende (Cidadania, exPPS) teve aprovado 5ª feira passada, 16/maio, pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) o projeto de lei 249/2019 passando a proibir concessionárias de serviços públicos como água, energia e gás a suspender seus serviços para instituições ligadas à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia & Inovação, dentre as quais, universidades e escolas técnicas estaduais.



Welbert Rezende (Cidadania, exPPS) - foto: Reprodução.


Sem sectarismo, trata-se de uma boa iniciativa desse parlamentar que é advogado, afilhado político do governador Wilson Witzel (PSC) e postulante de candidato a prefeito de Macaé nas eleições 2020. Mas, atenção máxima, se tal parlamentar & ex-edil macaense tivesse de fato o propósito, segundo alega “preservar o funcionamento” das universidades estaduais e das unidades educacionais, ele estaria reivindicando a estatização da praticamente falida Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé (FAFIMA).


Afinal, haja vista, a FAFIMA enquanto característica unidade privada educacional vem sofrendo uma crise estrutural causadora de atrasos de pagamento do seu quadro de funcionários de aproximadamente cinco meses. Crise estrutural essa, que pra se ter ideia, o famigerado conceito supostamente filosófico de ‘Ensino à Distância’ (EaD) agravou, sem que tal crise pudesse ao menos ser abrandada pela cobranças das caras taxas de matrícula e mensalidade cobradas pela direção da FAFIMA. A qual, não está se fazendo de rogada, pois atualmente está aumentando a crise ao contrair uma milionária dívida com um banco privado, para tentar atualizar o pagamento do seu funcionalismo.


Com a palavra, as direções do movimento estudantil universitário em Macaé, do Sindicato dos Professores da rede privada (SINPRO-Macaé) e consequentemente do Núcleo local do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE-Macaé). Pela Educação de excelência na qualidade, público-gratuita e universalista, ou seja, com vagas para todos & todas!


*jornalista – um dos fundadores da Associação dos Trabalhadores nas empresas de Comunicação social de Macaé (ATRACOM) & adepto de um Sindicatão nacional dos empregados nas empresas das Indústrias Gráficas e de Comunicação Social - é militante da seção brasileira da Corrente Marxista Internacional (CMI) a corrente interna no PSOL, Esquerda Marxista (EM).


* *Almir da Silva Lima.








10 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE