• Jornal Esporte e Saúde

Fluminense leva susto, mas vence e se classifica na Copa Sul-Americana


Mesmo sem jogar bem contra o Antofagasta no Chile, Tricolor faz 2 a 1 com gols de Everaldo e Luciano


Luciano, Everaldo e Airton comemoram o primeiro gol do Fluminense contra o Antofagasta - Pedro Tapia / AFP.


Antofagasta - O Fluminense sofreu mais do que deveria, mas o importante é que conseguiu a classificação à próxima fase da Copa Sul-Americana. Após empatar sem gols no Maracanã, o Tricolor não jogou bem no Chile contra um adversário bem mais fraco e errou demais. Ainda assim, derrotou o Antofagasta por 2 a 1, gols de Everaldo e Luciano, que ainda perdeu um pênalti. O próximo adversário será definido por sorteio.


Apesar de jogar fora de casa, o Fluminense tinha todas as chances de fazer uma partida tranquila. O Antofagasta tentava marcar sob pressão e deixava muito espaço na defesa para o ataque tricolor entrar em velocidade. Foi assim que Everaldo abriu o placar aos 17, após roubada de bola de Airton no meio do campo. A bola ainda passou por Yony González antes da finalização.


A vantagem tricolor passou a ser enorme, mas se esfarelou logo aos 25, em uma sucessão de erros: Gilberto se enrolou e perdeu a bola no meio originando o contra-ataque, Bruno Silva deu o bote errado e não matou o lance, os zagueiros ficaram perdidos na área e só viram Figueroa escorar de cabeça para Jason Flores, livre, empatar.


Foi a senha para o Fluminense se perder de uma maneira que ainda não havia acontecido com Fernando Diniz. Errando muitos passes, principalmente na saída de bola, o time não teve tranquilidade e pouco conseguiu ficar com a posse, sofrendo com a pressão dos chilenos, que aproveitaram os erros de marcação pelo lado direito da defesa para assustar, mas sem finalizar.


No segundo tempo, o Fluminense até conseguiu se organizar mais e trocar passes, criando duas chances com Yony e quase levando a virada em cabeçada de Delfino, sozinho. Mesmo sem jogar bem, o time teve a chance de fazer o segundo quando Matheuz Ferraz sofreu pênalti, aos 15. Mas Luciano bateu mal e o goleiro Hurtado pegou.


O jogo ficou nervoso, com os dois times discutindo muito a cada falta. E quando o Fluminense finalmente conseguiu jogar como sabe, trocando passes em velocidade, chegou ao segundo gol. Em linda jogada coletiva com quatro jogadores, Yony cruzou e Luciano se redimiu do pênalti perdido ao marcar aos 23 minutos e garantir a classificação. Depois foi só administrar a vantagem e esperar pelo apito final, sem fazer muito esforço pelo terceiro gol.


* Por O Dia.






2 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE