• Jornal Esporte e Saúde

Fluminense não encontra dificuldades e vence o Boavista por 3 a 0

Luciano (2) e Márcio Costa (contra) marcaram para a equipe tricolor



Fluminense passou fácil pelo Boavista - LUCAS MERÇON / FLUMINENSE.


Bacaxá - Cada vez mais isolado na liderança do Grupo A, o Fluminense aliou competência e uma certa dose de sorte para confirmar a vitória de 3 a 0 sobre o Boavista, nesta quinta-feira, em Bacaxá. Os gols Márcio Costa, contra, e Luciano, um belíssimo de letra e outro 'sem querer', deixaram bem encaminhada a classificação tricolor para a semifinal da Taça Rio.


Cada maestro assumiu a batuta do respectivo time. Pelo Fluminense, o discreto Paulo Henrique Ganso não repetiu o brilho dos últimos jogos. Revelado em Xerém, Carlos Alberto era a esperança do Boavista. Apesar da qualidade técnica, a forma física pesou contra o camisa 19.


Mas a sorte parecia ter escolhido lado e três cores em Bacaxá. Yony González passou da bola após o escanteio cobrado por Caio Henrique, mas não Márcio Costa. Contra o patrimônio ele abriu o placar, aos três minutos.


Sempre com a bola nos pés, boa movimentação e troca de passes, o Fluminense sofreu poucos riscos, porém, demorou a engrenar. Em compensação, o segundo gol foi em grande estilo. Da bela jogada individual iniciada por Yony, Luciano, de letra, marcou, aos 38 do primeiro tempo, ao desviar o chute de Everaldo.


Sob vaias e gritos de 'time sem vergonha', o Boavista não esboçava qualquer reação. Em vantagem, o Tricolor administrava o resultado, sempre com a sorte ao seu lado. A tentativa do ex-tricolor Elivelton de isolar a bola mudou de trajetória ao desviar em Luciano e acabou encobrindo o goleiro Rafael: 3 a 0.


* Por O Dia.

2 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE