• Jornal Esporte e Saúde

Governo anuncia que coronel dos Bombeiros será novo secretário da Saúde do Rio

Após ficar pouco mais de um mês na pasta, Ferry anunciou que pediria demissão do cargo nesta segunda-feira



Graduado pela Uerj, Bousquet atua há 20 anos nos Bombeiros, é especialista em terapia intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira - Reprodução


Rio - O coronel médico do Corpo de Bombeiros Alex Bousquet será o novo secretário de Estado de Saúde, em substituição a Fernando Ferry, que deixa o cargo nesta segunda-feira. Há pouco mais de um mês na pasta, Ferry anunciou seu pedido de demissão no início da manhã de hoje por meio de um vídeo gravado e encaminhado à TV Globo.


Graduado pela Uerj, Bousquet atua há 20 anos nos Bombeiros, é especialista em terapia intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Foi diretor do Iaserj (Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro) e trabalhou como médico de resgate para a Petrobras entre 2008 e 2012, na Bacia de Santos. Tem pós-graduação em Gestão Operacional nas Organizações de Saúde pela Fundação Ceperj e MBA Executivo em Saúde pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).


No vídeo em que anuncia que deixará a pasta, Ferry pede desculpas à população, agradece o governador Wilson Witzel pela oportunidade de comandar a secretaria e não justificou a demissão, dizendo apenas que ele "tentou".


"Hoje estou pedindo exoneração do meu cargo de secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Queria dizer que eu tentei. Eu agradeço ao governador por ter me dado esta oportunidade de tentar resolver estes graves problemas que estamos vendo na saúde. Eu só queria dizer mais uma coisa: peço desculpas à população. Mas a única coisa que eu tenho a falar: eu tentei. Obrigado e espero que vocês me desculpem", disse Ferry no vídeo gravado.


Após o anúncio de demissão, o Governo do Estado informou que o coronel médico do Corpo de Bombeiros Alex Bousquet será o novo secretário de Estado de Saúde, em substituição a Fernando Ferry, que deixa o cargo nesta segunda-feira.


Antes de ser chamado para pasta, Ferry era diretor-geral do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle. O médico ficou pouco mais de um mês na secretaria. Ferry entrou no governo dia 17 de maio. após a exoneração de Edmar Santos, após atrasos na instalação dos hospitais de campanha e denúncias de fraudes na licitação para a compra de respiradores.

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro registrou, até domingo (21), 96.133 casos confirmados e 8.875 óbitos por coronavírus (covid-19) no estado. Há ainda 1.152 óbitos em investigação, e 290 foram descartados. Até o momento, entre os casos confirmados, 76.821 pacientes se recuperaram da doença. O município do Rio concentra a maior parte das mortes, são 5.832. Em seguida, Caxias (351), São Gonçalo (351) e Nova Iguaçu (315) são as cidades com maior número de vítimas fatais da covid-19 confirmadas.


* https://odia.ig.com.br/.





4 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE