• Jornal Esporte e Saúde

Jogo dos cinco erros pet

Cães precisam ter a alimentação regrada para evitar obesidade e outros problemas de saúde


É preciso respeitar as particularidades de cada animal na hora de escolher o alimento dele - Reprodução Internet.


Assim como nós, os pets também precisam ter a alimentação regrada. Sei, eles fazem aquela cara de pidão, mas temos que resistir para que não fiquem obesos e tenham uma vida saudável. A médica-veterinária e coordenadora de Comunicação Cientifica da Equilíbrio Super Premium (Total Alimentos), Bárbara Benitez, listou os cinco erros mais comuns que os tutores de cães cometem na hora de alimentá-los.


1 - Dar comida durante a sua refeição. Os cães sabem como ninguém pedir comida quando estamos à mesa, mas ao alimentá-lo dessa forma você estará ensinando que chorar e latir são as melhores maneiras de ele conseguir o que quer. Além disso, o problema de alimentar o cachorro com comida caseira e mais ração fará com que ele consuma

mais calorias do que precisa e pode acabar engordando.


2- Dar restos de comida caseira. A ração é balanceada, tem os nutrientes necessários e na quantidade correta para o organismo do pet, portanto, restos de refeição não podem ser dados aos cães. Além disso, nossa comida tem temperos que fazem mal a eles.



3 - Dar ossos. Os cães adoram roer ossos de animais, o que não é recomendável porque podem perfurar o esôfago, estômago ou intestino. O recomendado são os snacks.


4 - Não controlar a quantidade de ração fornecida por dia. Deixar o pote de ração sempre cheio pode fazer seu cachorro comer além do necessário. O ideal é que cães sejam alimentados de duas a três vezes por dia e ter uma rotina é importante para o animal. Porém, se a rotina do tutor não permitir, eles podem ser alimentados uma

vez ao dia com a quantidade medida.


5 - Escolher a ração errada (raça, porte, idade). Existem muitas rações no mercado. Dar ração certa para o tamanho, idade e raça do seu cachorro é essencial para a nutrição e saúde dele.


Para outras dicas e tirar dúvidas, já sabe: consulte sempre o veterinário. Ele saberá das necessidades especiais do seu pet e ajudará na escolha certa da alimentação.


* O DIA - Por MARIA INEZ MAGALHÃES.







1 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE