• Jornal Esporte e Saúde

Justiça proíbe reabertura de escolas para distribuir merendas

A distribuição de alimentos permanece, mas terá que ser feita de outras formas. O descumprimento de alimentar os estudantes é passível de multa de R$ 10 mil



Justiça proibiu reabertura de colégios do estado para distribuição de merenda

Arquivo / Estefan Radovicz


Rio - O Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), através da 1ª Vara da Infância e Juventude, suspendeu neste sábado a decisão do Governo do Estado do Rio de reabrir as escolas estaduais para fornecimento de merenda escolar para os alunos. A distribuição de alimentos permanece, mas terá que ser feita de outras formas.


A determinação ocorre em resposta à petição apresentada pela Defensoria Pública na sexta -feira pedindo que fosse cumprido, em até 24 horas, a liminar que obriga o Estado a fornecer alimentos aos estudantes da rede pública de ensino durante o período de isolamento da pandemia da Covid-19, mas através de cestas básicas ou da transferência de renda. Foi pedido também a aplicação de multa diária de R$ 10 mil pessoalmente ao governador Wilson Witzel e ao secretário de educação, Pedro Fernandes.


O juiz Sergio Luiz Ribeiro de Souza determinou que o governo do estado realize a distribuição de alimentos para todos os alunos sem precisar abrir as unidades de ensino e sim das formas solicitadas pela Defensoria. O estado terá dez dias para cumprir todas as obrigações, passível da multa de R$ 10 mil.


* https://odia.ig.com.br/.



3 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE