• Jornal Esporte e Saúde

Macaé: Projeto da prefeitura com Petrobras e Sesi beneficia estudantes



Cerca de 90 alunos da Escola Municipal Paulo Freire (Lagomar) e Colégio Municipal Engenho da Praia estão participando de atividades não presenciais do "Centro Esporte e Educação", ação conjunta da Prefeitura de Macaé, por meio da parceria entre a Secretaria de Educação, Petrobras e Sesi/Firjan. O objetivo é oferecer orientações e reflexões que possam contribuir com os atendidos e familiares durante o período de suspensão das aulas, por conta da Covid-19.


Na última semana, a escola Paulo Freire entregou apostilas impressas aos pais ou responsáveis. Já a equipe do projeto distribuiu kits de higiene e cestas básicas aos familiares dos participantes. Entre eles estavam Jheise Vieira Biazzate, mãe da estudante Maria Eduarda Vieira Biazzate. "Agradeço muito pela cesta básica. Minha filha tem desenvolvido bastante com as atividades do projeto. Ela já é muito criativa e essas atividades que ela tem recebido, estão contribuindo muito, pois ajuda no seu desenvolvimento com as pessoas e com a família", destacou.


Com três filhos no projeto, Marilena Ferreira também elogiou e comentou que nunca vai esquecer do apoio do projeto e da escola durante a quarentena. "Agradeço a todos. Esta ação foi muito linda e fico muito satisfeita, dá gosto ver a participação dos meus filhos Ana Clara e Liedisson, que estudam na "Paulo Freire" e Ahyp, que estuda no Colégio Municipal Engenho da Praia", observou.


No projeto, por meio de grupos de grupos WhatsApp, os alunos assistem videoaulas com desafios diários de disciplinas como Português, Matemática, Desenvolvimento Humano e Artes. Também são ministradas gincanas virtuais, em que a turma vencedora receberá medalhas como premiação na volta às aulas. Já os familiares estão recebendo apoio da equipe de assistência social. Através de reuniões online são repassadas orientações quanto a assuntos de utilidade pública, como a concessão do auxílio emergencial, também conhecido como coronavouche pelo Governo Federal, no valor de R$ 600, e a Bolsa Alimentação, concedida pela Prefeitura de Macaé, no valor de R$ 200 por aluno matriculado na rede municipal.


Outra ação online é a monitoria diária dos professores, que oferecem aulas de reforço de conteúdos como Português e Matemática e temas de relevância, a exemplo da prevenção da saúde, alimentação e trabalho, além de sugestões de atividades físicas como circuitos, que podem ser feitos em casa. Todas as atividades serão apresentadas no material didático impresso.


- Diretores aprovam o trabalho


O trabalho virtual da equipe do "Centro Esporte e Educação" é aprovado pelos diretores das duas escolas participantes. Para a diretora geral da Escola Municipal Paulo Freire, Joelma Pereira Martins, é muito bem-vindo, pois complementa o trabalho da escola durante a suspensão das aulas. "Eles recebem atividades ligadas às áreas de Esporte, Ciências, Artes, Matemática e Língua Portuguesa. Todas as ações são muito bem recebidas pela comunidade escolar, pois motivam os alunos a continuar no projeto e também a ficar em casa, respeitando o distanciamento social. O 'Centro Esporte e Educação' agrega o trabalho voltado para o desenvolvimento dos alunos", destacou.


Já Ivone de Jesus Rodrigues, diretora do Colégio Municipal Engenho da Praia, considerou que a ação do projeto neste período de pandemia é de suma importância por também enfocar questões de habilidades cognitivas. "Recebemos o projeto no início do ano, e é muito válido. Neste período de distanciamento social, o 'Centro Esporte' é mais um apoio, pois os alunos do 6º ao 9º ano precisam de todo suporte, tendo em vista que estão todo tempo em casa. O desenvolvimento de ações voltadas para aprendizagem aliadas às questões afetivas, emoções e pensamentos, são essenciais neste momento", pontuou.


Segundo o pedagogo do projeto, Sérgio Moreira, mesmo que de forma remota, o projeto está sendo importante para oferecer suporte aos atendidos. "A equipe está muito envolvida. Todos os alunos estão participando e registrando, através de fotos e depoimentos, as atividades sugeridas. A proposta é motivar o atendido quanto à participação do projeto e empenho nos estudos", destacou.


A equipe do projeto vai prosseguir na volta às aulas com o desenvolvimento de atividades lúdicas esportivas (jogos cooperativos, voleibol, basquete), artes (musicalização, teatro, dança, canto) e ações voltadas para o desenvolvimento humano (dinâmicas e rodas de conversa sobre bullying, preconceito, protagonismo juvenil e violência), além de jogos com os estudantes participantes, palestras com pais e familiares e trabalhos de educação ambiental. O projeto visa contribuir com o desempenho nos estudos, oferecendo atividades socioesportivas, reforço escolar, vivências culturais e interação.


* Jornalista: Joice Trindade/Fotos: Divulgação/Prefeitura de Macaé/Secretaria de Comunicação Social/Coordenadoria de Jornalismo.





3 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE