• Jornal Esporte e Saúde

Prefeitura de Macaé entrega bloco D à UFF



A Prefeitura de Macaé entregou ao Instituto de Ciências da Sociedade, da Universidade Federal Fluminense (ICM/UFF-Macaé), o bloco D, na Cidade Universitária, em fevereiro, antes do início das aulas presenciais previstas para março. A cerimônia da entrega, que seria na abertura do ano letivo em março, não aconteceu devido à pandemia do coronavírus. São 4.500 metros quadrados de área construída, com três pavimentos somando R$ 12 milhões custeados integralmente pela administração municipal.


“Apesar do cenário epidêmico, a UFF-Macaé continua trabalhando, adotando os cuidados recomendados pelas autoridades sanitárias. As nossas salas de aula já estão prontas (no novo prédio) aguardando o retorno”, disse o diretor da UFF-Macaé, professor Daniel Arruda Nascimento.





Ele informou que, neste momento, a universidade está realizando sete obras simultâneas, com auxílio dos parceiros, na parte de infraestrutura do prédio: finalização do cabeamento de internet e telefonia; instalação da parte elétrica e dos cabos do laboratório de informática; conclusão do escritório de pesquisa e extensão; formação do auditório; promoção de arte para as escadarias; criação de depósito para equipamentos e materiais de limpeza; e jardinagem.


“Algumas mudas de árvores plantadas por nós já estão embelezando o terreno. Esperamos que a pandemia passe e possamos retornar com força total nas nossas atividades de ensino, pesquisa e extensão”, acrescentou o diretor. Sem previsão para o retorno das aulas presenciais, ele disse que a UFF-Macaé trabalha com período especial remoto e deve iniciar outro em setembro.


A construção do prédio anexo aos outros três já existentes no polo universitário mostra o compromisso do município com a expansão e o fortalecimento do ensino superior gratuito e de qualidade em Macaé, cidade referência do “Saber e do Conhecimento”. A obra é um marco no governo municipal e na história da UFF na cidade, fruto de uma presença que já dura 28 anos.


A universidade tem cerca de 1.300 estudantes e oferece, gratuitamente, em Macaé, três cursos de graduação: Direito, Administração e Ciências Contáveis, e tem, ainda, pós-graduação em Residência Jurídica. São 45 professores no total e 40 servidores técnicos.




- A construção do novo espaço


O bloco D é o quarto anexo de aulas, setor administrativo e estacionamento que a prefeitura construiu no polo universitário e segue o padrão dos blocos A, B e C que já funcionam no campus onde estão sediadas a FeMASS (A) e a UFRJ (B e C). Junto com a UFF, em tempos de aulas presenciais, são aproximadamente 5.500 universitários diariamente na Cidade Universitária que oferece à população, gratuitamente, 18 cursos de graduação e mais oito de pós-graduação nos níveis de mestrado e doutorado.




Seguindo o modelo dos demais prédios da Cidade Universitária, no térreo do bloco D funcionarão a secretaria, salas da direção e de professores, biblioteca, diretório acadêmico, auditório com capacidade para até 200 pessoas, copa e sanitário, e os pavimentos um e dois com 15 salas de aula cada, constituindo, ao todo, mais de 40 novos espaços para a população acadêmica.


Até o encerramento das aulas em dezembro passado, a UFF compartilhava espaço com a FeMASS e a UFRJ no polo. Desde fevereiro deste ano, no espaço que era utilizado pela universidade no Bloco A funcionam o Colégio de Aplicação e o curso de inglês do Centro Municipal de Idiomas (CMI), que iniciou o ano letivo presencial (interrompido com a pandemia), em 2 de março, com as aulas das turmas de espanhol ministradas no bloco D, em espaço compartilhado com a UFF. Na pandemia, as aulas acontecem de forma remota.


- Importante para a população


Além dos cursos de graduação, a UFF exerce um importante papel de extensão universitária oferecendo, também gratuitamente, serviços para a sociedade, como o Centro de Assistência Jurídica (CajUFF), que atende trabalhadores e pequenos empreendedores com orientação jurídica, e o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF), que funciona no terceiro andar do prédio administrativo, sede da Secretaria Adjunta Municipal de Ensino Superior, beneficiando contribuintes, microempreendedores, organizações não governamentais e pessoas de menor poder aquisitivo quando o assunto é a Receita Federal.


A Cidade Universitária é mantida por meio de convênio da Prefeitura de Macaé com as Instituições de Ensino Superior (IES) que compõem o polo, através da Secretaria Municipal Adjunta de Ensino Superior, sediada no prédio administrativo no campus, vinculada à Secretaria Municipal de Educação. Está localizada à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, bairro Granja dos Cavaleiros.


* Jornalista: Elis Regina Nuffer/Fotos: Divulgação/Prefeitura de Macaé/Secretaria de Comunicação Social/Coordenadoria de Jornalismo.



6 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE