• Jornal Esporte e Saúde

Prefeitura de Macaé lembra Dia de Conscientização sobre Doença Falciforme



Com o objetivo de chamar a atenção para uma das doenças hereditárias de maior incidência no mundo, o dia 19 de junho foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme. Em Macaé, a equipe do Programa de Doenças Falcêmicas realizou ação, na tarde desta quarta-feira (19), na Casa da Criança e do Adolescente.


De acordo com a coordenadora do programa, Juliana Amorim, atualmente, 40 pacientes são assistidos pela equipe. “Vamos continuar com esse trabalho de divulgação e informação sobre esta doença, que é uma das mais comuns no Brasil. No dia 27, os profissionais estarão na unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF), do bairro Aroeira, distribuindo folhetos explicativos e tirando dúvidas dos usuários”, disse.


Juliana acrescenta que o diagnóstico no recém-nascido é feito através do Teste do Pezinho. Já as crianças maiores de quatro meses, jovens e adultos que não fizeram o Teste do Pezinho podem realizar o exame de sangue (eletroforese de hemoglobina), para diagnóstico da doença e a detecção do traço falciforme. "O diagnóstico e o tratamento precoce visam alterar a história natural da doença, a melhoria da qualidade de vida dos pacientes e a redução dos óbitos. Os pacientes são acompanhados por uma equipe multiprofissional e são tratados de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde", frisou.

A dona de casa Cleusa Gomes Silva recebeu o diagnóstico da doença do filho, que hoje tem nove anos. “Num primeiro momento é difícil, são muitas recomendações que devemos manter por toda vida. Fazendo o acompanhamento certinho, eles podem ter uma vida quase normal. Com 9 anos, ele quer correr, jogar bola, mas não pode fazer muito esforço e com isso vamos buscando alternativas”, contou.


O Programa de Doenças Falcêmicas de Macaé funciona na Rua Dr. Télio Barreto, 916, na Casa da Criança e do Adolescente. Conta com uma equipe composta por pediatra, enfermeira, nutricionista, psicóloga. Os pacientes ainda recebem atendimento com os especialistas da Casa como nefrologista, cardiologista, neurologista, pneumologista.




Doença Falciforme


Sua principal característica é a alteração do glóbulo vermelho do sangue (hemácias), essas células alteradas tomam a forma de foice e não circulam facilmente pelos vasos sanguíneos. Esse bloqueio na circulação impede a chegada do oxigênio aos tecidos, o que desencadeia uma série de sintomas.


Os principais sintomas são: anemia crônica; dores nas articulações; dores abdominais; infecções; infartos pulmonares; retardo do crescimento e maturidade sexual; AVC e comprometimento da função de órgãos, sistemas ou aparelhos.


* Comunicação Macaé/Jornalista: Genimarta Oliveira/Fotos: Bruno Campos.



1 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE