• Jornal Esporte e Saúde

Professor do Cláudio Moacyr em Macaé vai receber prêmio Shell



O professor da disciplina de Ciências e Matemática do Colégio Municipal Dr. Cláudio Moacyr de Azevedo (Aeroporto), Gedmar Santos Carvalho, está entre os seis finalistas do Prêmio Shell de Educação Científica, que será entregue no dia 27 deste mês, às 18h, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Ele concorre ao prêmio com a "Proposta didática diferenciada para o estudo dos princípios da dinâmica, em nível fundamental com ênfase na experimentação e na história da ciência".


O Prêmio Shell de Educação Científica busca incentivar e valorizar professores das áreas de Ciências e Matemática, destacando experiências educativas diferenciadas e inovadoras. A premiação será uma viagem educativa para Londres, na Inglaterra, para os três primeiros lugares, além de dinheiro que varia de R$ 1.500 a R$ 7.000. As escolas dos professores vencedores também vão receber equipamentos educacionais (projetor multimídia e laptop com alto-falante). Os vencedores serão reconhecidos por transformar a sala de aula em ambiente inovador, incentivando o interesse dos alunos pelo conhecimento científico.


O projeto finalista trata-se da sequência didática com uso de experimentos e História da Ciência sobre dinâmica Newtoniana e foi desenvolvido junto a 140 alunos do 9º ano em aulas diferenciadas com rodas de conversa, trabalhos práticos e em grupo, exibição do filme "Céu de Outubro", além de pesquisas de biografia e gincanas. As fases do projeto abrangeram experimentações, os alunos puderam ver empiricamente a teoria e participar das hipóteses e conclusões, sequência de atividades aglutinadas em onze etapas investigativas, além de trabalhos com uso de aplicativo de celular para realizar aferições de aceleração e se discutir as leis de Newton.


O Secretário de Educação, Guto Garcia, parabenizou o educador. "Estamos felizes em ter profissionais que contribuem para transformação da educação de Macaé. Contamos

com profissionais dedicados que atuam para consolidar Macaé como a Cidade do Saber e Conhecimento", comentou.


Atuando há 20 anos na rede municipal, Gedmar, que é mestre em Ensino de Física pelo Instituto Federal Fluminense (IFF) e aluno especial da disciplina Teoria e Ciência

do Doutorado em Ciências Naturais da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), se orgulha do reconhecimento. "Todos os alunos ficaram muito envolvidos. O

projeto, realizado em 2018, abrangeu várias etapas pedagógicas. Consegui humanizar a figura do cientista e desmistificar a Ciência, na qual o cientista passa a ser

visto como humano como nós", ressaltou.


Segundo o professor Gedmar, ser um dos semifinalistas é uma honra principalmente por contribuir com a educação dos jovens. "Consegui mostrar que eles podem ter outras expectativas, ampliar os horizontes para serem cientistas ou atuar em outra profissão. Transmiti para os estudantes que eles devem sonhar, persistir e não esquecer da autoestima. Por isso, é muito importante que toda a sociedade se mobilize quanto aos avanços da Ciência", observou.


Sobre o prêmio, ele acrescentou que é “um reconhecimento e um incentivo para todos os educadores, que lutam por uma educação solidária, pública e de qualidade. É um mérito para todos que pensam em um Brasil melhor apesar dos desafios. Agradeço a todos os alunos do Claudio Moacyr pela dedicação", comentou Gedmar.


* Texto: Joice Trindade/Fotos: Divulgação/Secom Macaé.














3 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE