• Jornal Esporte e Saúde

‘Quem ameaça parlamentar está cometendo crime contra democracia’, diz Mourão


O vice-presidente Hamilton Mourão, interinamente na Presidência: tramitação de projeto de lei é mais rápida Foto: Daniel Marenco.


BRASÍLIA — O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira que quem ameaça parlamentares está cometendo um crime contra a democracia, após o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) decidir renunciar ao mandato e deixar o país devido às ameaças que vem sofrendo.


— Quem ameaça parlamentar, está cometendo um crime contra a democracia. Uma das coisas mais importantes é ter sua opinião e ter a liberdade para expressar sua opinião. Os parlamentares estão ali, eleitos pelo voto, representam os cidadãos que votaram nele. Quer você goste, quer você não goste das ideias do cara, você ouve. Se gostou, bate palma. Se não gostou, paciência.



Ao comentar especificamente o caso de Jean Wyllys, no entanto, Mourão ressaltou que ele falou “de forma genérica” sobre as ameaças que sofreu, e que deveria explicá-las melhor.


— Temos que aguardar quais são essas ameaças, porque ele falou de forma genérica. Quando a gente diz que está ameaçado, tem que dizer por quem, como. Vamos aguardar.


Questionado se o deputado tomou a decisão correta ao renunciar o mandato e deixar o país, ele disse que não tem como avaliar:


— Não estou na chuteira do Jean Wyllys. Ele que sabe qual é o grau de confusão que ele está metido.



* Extra/Globo?notícias/Daniel Gullino.



3 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE