• Jornal Esporte e Saúde

Remendado, Vasco se reinventa, ganha novas opções e mostra força do elenco

Com oito desfalques, time é aguerrido e segura o Santos fora de casa. Estreantes vão bem


A vitória não veio, mas é difícil encontrar um torcedor que não esteja orgulhoso da atuação do time de Ramon Menezes. Com oito desfalques, o Vasco desembarcou como franco atirador na Vila Belmiro, encarou o Santos de igual para igual, mostrou poder de reação e por pouco não saiu com a vitória no empate por 2 a 2.


Foi uma exibição que mais uma vez mostrou um time muito organizado, equilibrado, mas, acima de tudo, com brio e que deixa a vida em campo. Foi com essa atitude que o Vasco foi buscar duas vezes o empate quando estava atrás do placar e, nos minutos finais, ainda teve chances de virar o jogo, aproveitando espaços deixados pelo Santos. Se Ribamar tivesse caprichado mais um pouco nas ótimas chances que teve no fim, provavelmente Ramon & Cia. voltariam com da Baixada Santista com três pontos na bagagem.


- Pouca posse de bola, equilíbrio nas finalizações



Fellipe Bastos comemora gol do Vasco contra o Santos — Foto: MAURÍCIO DE SOUZA/DIÁRIO DO LITORAL/ESTADÃO CONTEÚDO.


Em mais uma demonstração de que se adapta às características do jogo, o Vasco mais uma vez soube sofrer ao ser bem inferior na posse de bola - teve 33%. Embora a velocidade e os dribles de Soteldo e Marinho fossem ameaça constante, o time de Ramon mais uma vez conseguiu evitar que um rival levasse muito perigo ao seu gol.


No quesito finalizações, o Vasco pela quinta vez consecutiva foi superado, mas desta vez os números foram equilibrados: 12 a 11. Contra o Fluminense, a estatística também foi mais apertada (9 a 11), algo que não aconteceu contra Grêmio e Ceará, por exemplo.


* https://globoesporte.globo.com/Por Fred Gomes e Marcelo Baltar.




2 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE