• Jornal Esporte e Saúde

Saúde em Macaé intensifica importância da vacinação contra febre amarela




Mesmo no período de férias e viagens, os cuidados com a saúde devem ser mantidos. A Secretaria de Saúde de Macaé reforça que a prevenção é importante e uma das medidas é a atualização do cartão de vacinação para evitar doenças.


As pessoas que forem viajar para áreas de risco, devem se vacinar contra a febre amarela, pois, tem países que exigem a imunização contra a doença. A vacina também faz parte do calendário permanente e deve ser tomada aos 9 meses de idade.


Em 2019, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) facilitou a emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) contra a febre amarela. O documento, que é exigido em cerca de cem países, pode ser solicitado pela internet. Todo trâmite é feito de forma digital.


Com a digitalização, o cidadão pode imprimir o cartão de qualquer lugar do mundo e assinar no local indicado, sem necessidade de se descolar a um ponto de atendimento da Anvisa. O serviço já está disponível no portal https://www.servicos.gov.br/.


De acordo com a Anvisa, a pessoa deve procurar uma unidade de saúde para tomar a vacina, em seguida deve se cadastrar e enviar a solicitação pelo site https://www.servicos.gov.br/. O processo será analisado e, se aprovado, o usuário receberá uma mensagem, de acordo com os dados informados no cadastro. Após a aprovação, o solicitante deve imprimir o cartão e assinar no local indicado no certificado. Com assinatura digital, o cartão dispensa a presença física do cidadão em um posto de atendimento.


Vacina


Quem ainda não recebeu a vacina pode procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência. A vacina contra a febre amarela não é recomendada para gestantes, lactantes de crianças com até seis meses e nem para quem tem mais de 60 anos. Neste último caso o médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação.


A vacina é elaborada com o vírus vivo atenuado. Em 95% das pessoas o efeito protetor (imunidade) ocorre uma semana após a aplicação e confere imunidade por, pelo menos, dez anos e segundo alguns estudos, por toda a vida.


O Calendário Nacional de Vacinação contempla não só as crianças, mas também adolescentes, adultos, idosos e gestantes. No total, são disponibilizadas na rotina de imunização 19 vacinas cuja proteção inicia ainda nos recém-nascidos, podendo se estender por toda a vida.


Em 2020 a vacinação contra Febre Amarela será ampliada no Calendário Nacional de Vacinação para todo o pais. Dessa forma todos os municípios do território nacional passam a ser área de recomendação da vacina. E será incluída a dose de reforço para crianças com 4 anos de idade.


A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus e transmitida por mosquitos. A infecção pode ser categorizada de duas formas: febre amarela urbana, quando é transmitida pelo Aedes aegypti, ou febre amarela silvestre, quando transmitida pelo Haemagogus e Sabethe.


* Texto: Genimarta Oliveira/Foto:Bruno Campos / Arquivo Secom.








0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2023 por JORNAL ESPORTE SAÚDE. Orgulhosamente criado com CRIATIVA WEB & PUBLICIDADE